Novas recomendações para diminuir a Morte Súbita do Lactente

dormindo

 

Tomados pelo medo, é normal querer ter o bebê por perto, mas devemos fazer isto com segurança.   Por isso, recentemente a Academia Americana de Pediatria reviu e divulgou as novas recomendações para o sono seguro do bebê, diminuindo os riscos de morte súbita.

Neste post vou explicar as principais delas:

1.  Dormir sempre de barriga para cima.

Esta recomendação já existia, foi apenas reforçada.

Para reduzir o risco de SMSL os bebês devem ser colocados para dormir de barriga para cima, ou seja, com as costas completamente encostada, mesmo nas sonecas durante o dia. O perigo do sufocamento não está apenas no dormir de barriga para baixo, mas também na posição lateral, uma vez que ele pode se virar de bruços, principalmente os que têm mais de cinco meses de vida. E devemos sempre nos certificar que não há cobertores, travesseiros, bichos de pelúcia ou almofadas em torno dele.

2. A superfície para o sono tem que firme

O lugar ideal para que o bebê durma tem que ter a superfície firme, ou seja, não deve afundar.

É fundamental que o colchão do berço seja firme e o lençol do tamanho adequado para o berço, não pode faltar e nem sobrar tecido.

3. O quarto tem que ser compartilhado, não a cama

A nova recomendação diz que seria apropriado que o bebê compartilhasse o mesmo quarto que seus pis durante o primeiro ano de vida – se não for possível, pelo menos os 6 primeiros meses de vida . Este compartilhamento traz diversos benefícios para a relação entre pais e filho, entre eles a facilidade no processo de amamentação e o conforto em poder estarem sempre de olho no bebê. Para isso, coloque o berço ao lado, ou perto, da cama.

Além disso, o quarto compartilhado pode diminuir o risco de Morte Súbita em até 50%, sem contar que é muito mais seguro do que a cama compartilhada.

4. O bebê tem que ter seu próprio espaço para dormir

A cama dos pais não lugar para o bebê dormir, ele deve ser levado a cama dos pais apenas para se alimentar ou confortar quando ele estiver chorando.

5. Sofás ou poltronas não servem como berço

Esses lugares são perigosos, por isso não são adaptados para o sono do bebê. Além da superfície não ser firme, há os vãos aonde o pequeno pode se sufocar.

Outros pontos também foram discutidos, mas mais pra frente faço um novo post com mais detalhes.