Como proteger os bebês do sol? Protetor solar?

O verão e o Sol já chegaram, e quem tem filho pequeno começa a se preocupar (ou aumentar a preocupação) em como proteger nossos filhos do Sol e seus malefícios.

Neste post não vou falar que o Sol é importante, é vida; que todos temos que tomar um pouco para produzir vitaminas e etc. Vamos falar de como nos proteger dele!

No dia a dia (que as crianças vão para a escola e saem no sol apenas no recreio e nas aulas de educação física, ou que passam o dia em casa, na brinquedoteca do prédio e na quadra coberta) não temos que nos preocupar tanto com o sol e o uso de protetor solar. Claro que se você mora em local de alta incidência de UVA/UVB e seu filho fica muito ao ar livre esta deve ser uma preocupação diária, mas aqui em casa não é assim.

protetor solar

O protetor solar só é recomendado para maiores de 6 meses (não porque faça mal antes disso, mas porque eles não foram testados em menores de 6 meses), portanto antes disso temos que “correr do sol”! Com os bebês fique sempre na sombra, prefira usar roupinhas com proteção UV (já existe de várias marcas no mercado) e chapéu, e evite o horário das 10-16h.

Para os maiores de 6 meses existem algumas marcas de protetor solar, o importante é olhar sempre no rótulo da embalagem, pois alguns são para maiores de 2 anos de idade.  Além do protetor solar, para os maiores continua valendo as mesmas dicas de proteção com as roupinhas, chapéu, sombra e horários de sol. Também recomendo o uso de óculos de sol nas crianças desde cedo, pois os raios solares podem prejudicar os olhinhos das crianças também! Existem marcas com linhas próprias para bebês e crianças pequenas.

Algumas mães (inclusive eu) às vezes precisam usar o protetor solar antes dos 6 meses e aí vale a pena conversar com seu pediatra. Se for essencial o uso dele, eu (falando como pediatra) só libero se o bebê estiver perto de fazer os 6 meses e dou preferência para aqueles que são de composição MINERAL (vem escrito na embalagem). Porquê? Porque os protetores solar de composição mineral fazem apenas barreira física contra o sol e por isso teriam menos chances de alergias ou outros efeitos colaterais. Mas lembrem-se que cada criança é diferente da outra, e por isso vale a pena discutir o assunto com seu pediatra.